Por que incluir rotação do tronco na rotina de treinos?

Infelizmente no processo do envelhecimento as perdas de massa óssea, massa muscular, da flexibilidade e outras capacidades são inevitáveis. Sim! O nosso corpo tende a se tornar cada vez mais rígido, em especial a coluna… e encontrar pessoas ‘duras’ tem sido cada vez mais comum dado os hábitos sedentários da vida moderna e tecnológica.

Frente a isso, sabemos que a atividade física é a melhor maneira de intervir na prevenção, atuando ao longo da vida como um verdadeiro ‘remédio’, tornando as perdas que comentei mais lentas. Estudos mostram que H e M (de diversas idades) com pouca atividade física tem menor massa magra e maior prevalência de incapacidades físicas (Pícoli TS, de Figueiredo LL, Patrizzi LJ, 2011).

E nesse incentivo às pessoas se movimentarem, devemos lembrar da importância de incluirmos exercícios de rotação do tronco na rotina. Por quê? Porque nós não nos movimentamos como robos. Fazemos movimentos tridimensionais e a mobilidade torácica dessa região é fundamental para evitarmos sobrecargas desnecessárias em outras articulações e músculos. A rigidez torácica resulta em compensações nas colunas cervical e lombar gerando dores, além de prejudicar o desenvolvimento de força em membros superiores.

Há maneiras distintas de trabalho de rotação de tronco, respeitando diferentes aptidões físicas. Sentado, em pé ou no colchão, usando pesos livres, polias de aparelho ou o próprio corpo. Todos acionam musculatura profunda da coluna e abdome (rotadores, multifídios, e oblíquos externo/interno). Quando a cabeça acompanha o sentido do movimento, músculos profundos na cervical e pescoço também são recrutados, além do trabalho de estabilidade garantido pelo mm. quadrado lombar durante o movimento transversal do tronco.

Através da prática regular, a mobilidade torácica dará mais fluidez para diversos movimentos, melhorando seu rendimento nos treinos e em tarefas funcionais do dia-dia.  Converse com um profissional do movimento para dúvidas e casos de contraindicação.

Mexa-se e mãos à obra!

Leandro.

Personal trainer.

AnteriorAlongamento no frio.